sexta-feira, 27 de maio de 2016

Pilates, 1% teoria e 99% prática.


Alguns meses atrás um Profissional da Educação Física deu um esbregue num cidadão que publicou uma foto descrito mais ou menos assim, se queria estudar pouco deveria ter feito Educação Física e não Direito. A bronca não precisou de complemento. A ideia que se propaga nesse tipo de publicação que vem circulando nos perfis de profissionais que atuam com Método Pilates, seja ele da área que for, é exatamente essa, de que é uma mamata, diversão, pouco estudo, pouco conhecimento, até porque é 1% teoria e 99% prática.

A problemática disso é imensa e atinge 4 classes inteiras de profissionais, da Dança, Educação Física, Fisioterapia e Terapia Educacional. Sem falar nos alunos/ pacientes, que ao caírem nas mãos de quem tem 1% de conhecimento teórico, creio que não precisa dizer o resultado. Funciona da seguinte forma, a classe trabalhista do pilates da o aval de que não precisa de muito conhecimento para trabalhar com pilates, precisa de prática, as pessoas e mesmo outros profissionais vão lá fazem algumas aulas e saem para dar aula, sem realizarem a formação. Logo isso abre precedente para qualquer, sim, qualquer um adentrar em nossa área. Não adianta reclamar das blogueiras se você mesmo dá esse “ok”. Não vou entrar no mérito do impacto dessa afirmação na atuação de profissionais mais velhos. Isso é assunto para outro dia. Mas também interfere.

“Mas, Fer, não tem problema nenhum nessa frase! É só uma piada! É só um post de Facebook! É a música do Safadão!” Faz o seguinte, pergunte para Advogados, Médicos, Engenheiros, profissionais da área de Comunicação, Tecnologia e outros se eles aceitam resumir e dizer que a profissão deles é 1% teoria e 99% prática? E não feliz faça publicações e saia compartilhando por ai dizendo isso da profissão deles, pra ver o quão bem recebido você será. Depois você me conta.

Existe um pensamento estrutural na sociedade que somos profissões com poucas aptidões intelectuais. Quantas vezes alguém deixou isso claro para você em conversas despretensiosas? E pra não ser chato, grosseiro, deselegante, mesmo que a pessoa esteja sendo com você, você se cala e aceita isso como verdade? Isso é muito freqüente nas nossas profissões. As pessoas não tem o menor respeito e acham “normal” nos colocar dessa forma.

Quando alguém diz isso da forma que for, da nossa profissão, o que se espera? Se espera que você vire e diga, “Não! Segura sua marimba ai Monamu! Estudei muito pra chegar até aqui e continuo estudando sempre. Você não desvalorize a minha profissão. Me respeite.” Não se espera que você saia por ai compartilhando essa ideia e dando curtidas e corações de amei.

Isso não tem nada a ver com a música do Safadão. Que aliás, dá vontade de dançar!

Fer

Arte do Movimento Pilates
Site: www.artedomovimento.com.br/cursos
Fácebook: www.facebook.com/artedomovimentopilates/
Instagram: @artedomovimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do meu mundo! Não tenha vergonha de opinar... Pode criticar as piadas sem graça, o gosto musical, pode até me contar piada sem graça, ou me apresentar uma ótima música, uma ótima técnica, um jeito especial de organizar o ambiente e a "postura". Mas sinceramente, sinta-se bem vindo!